08/06/2017 15h10 - Atualizado em 08/06/2017 15h10

Entenda os valores liberados no Plano Agrícola e Pecuário 2017/18

O governo anunciou a liberação de R$ 190,25 bilhões para o Plano Agrícola e Pecuário 2017/18.

Os recursos destinados aos financiamentos de custeio e de comercialização somam R$ 150,25 bilhões. Deste total, R$ 116,25 bilhões tem taxas de juros controladas pelo governo, entre 7,5% ao 8,5% ao ano, e R$ 34,0 bilhões têm taxas de livre negociação entre o produtor e a instituição financeira.

Outros R$ 38,15 bilhões foram destinados aos diversos programas de investimento, dos quais R$ 33,02 bilhões com taxas de juros entre 6,5% a 10,5% ou TJLP + 3,7% e R$ 5,13 bilhões com taxas livres.

A soma das duas rubricas (R$ 188,4 bilhões) é apenas 2,4% superior aos R$ 183,9 bilhões liberados na safra 2016/17.

O governo previu ainda a liberação de R$ 1,4 bilhão para apoio a comercialização, com recursos provenientes de Letras de Crédito Agrícola – LCA, cujas taxas de juros são 12,75% ao ano, e mais R$ 550,0 milhões de subvenção ao premio do seguro rural, que não fazem parte dos recursos do Plano.

Os prazos dos financiamentos de custeio foram reduzidos para 14 meses, ou 90 dias após o término colheita no caso do café, ou 270 dias na estocagem do álcool. Os prazos máximos dos investimentos variam de 6 a 12 anos, exceto a construção de armazéns que é de 15 anos.

Em 08 de junho de 2017

Eugênio Stefanelo COLUNISTA Eugênio Stefanelo
SAIBA MAIS SOBRE O COLUNISTA
Apresentador do programa Negócios da Terra, professor da UFPR e doutor em economia agrícola.

últimas: notícias vídeos

Facebook Twitter Youtube E-mail