09/08/2017 13h43 - Atualizado em 09/08/2017 13h43

Mudança no clima: De neutro para La Niña

Os modelos estão indicando mudança significativa nas previsões climáticas até agora efetuadas. A maioria indicava mudança do clima neutro para El nino e agora estão indicando a passagem de neutro para La niña.

Esta mudança aumenta o grau de alerta dos produtores da região sul do Brasil, principalmente do Paraná, em relação a safra de verão 2017/18, cujo plantio inicia em setembro.

O mês de julho foi o mais seco dos últimos anos, em toda a região sul do Brasil.

Nos meses de agosto e setembro, como divulgamos em artigo anterior, as precipitações aumentam levemente, em agosto mais do que em julho e em setembro mais do que agosto, e da região sul para o norte, ou seja, chove mais no Rio Grande do Sul do que em Santa Catarina, mais em Santa Catarina do que no Paraná, e no sul e sudoeste do Paraná mais do que nas regiões norte e noroeste. Agosto e setembro continuarão meses muito secos no Brasil Central e Centro Oeste.

Em outubro as precipitações aumentam e ocorre a transição para o La niña, que predominará nos meses subsequentes, até o final do verão em 2018.

Quando ocorre o La niña, na região sul do Brasil as chuvas ficam abaixo da média e são mal distribuídas (chove em um local e não no outro ao lado) durante a primavera e o verão. Em claras palavras, o clima será pior para o desenvolvimento das culturas do aquele que vigorou nas últimas safras, uma delas (2015/16) frustrada pelos mesmos motivos, e principalmente durante a ótima safra 2016/17, quando foi atingido o recorde de produção de grãos no Paraná e no Brasil.

Também é provável a ocorrência de dois veranicos, um no final de novembro até meados de dezembro e o outro no final de janeiro até meados de fevereiro.

Em contrapartida, no Brasil Central e no Centro Oeste as chuvas ficarão acima da média. Também nos EUA estão ocorrendo chuvas abaixo da média em uma região, que determinarão redução na produção de milho em relação a previsão inicial e leve redução na produção de soja.

Em tal circunstancia na região sul e especificamente no Paraná, a diversificação da época de plantio da safra de verão se torna fundamental, para diminuir o risco da concentração do período critico das plantas em relação a falta de água.

.

Em 9 de agosto de 2017.

Eugenio Stefanelo.

Eugênio Stefanelo COLUNISTA Eugênio Stefanelo
SAIBA MAIS SOBRE O COLUNISTA
Apresentador do programa Negócios da Terra, professor da UFPR e doutor em economia agrícola.

últimas: notícias vídeos

Facebook Twitter Youtube E-mail